Não deixe o calor fritar seus eletrônicos.


.

Em uma nova postagem, eu resolvi postar esse artigo interessante que eu achei no jornal Link do Estado de São Paulo.


"O clima quente, aliado ao uso incorreto ou abusivo de equipamentos, reduz a vida útil e causa mau funcionamento."

Reporter: JOCELYN AURICCHIO

Primeiro, o barulho começa suave. Depois, vai aumentando, aumentando, e parece que um Boeing está pousando no seu computador. Apesar do barulho, a máquina está funcionando bem. Mas depois de alguns minutos, a famigerada tela azul da morte, um travamento clássico dos PCs, joga no lixo o seu trabalho ou estraga sua diversão.

Essa cena, pela qual infelizmente muita gente passou, é o que invariavelmente acontece quando um PC, ou qualquer equipamento de alta tecnologia, sofre a ação do calor extremo – que tem sido o caso nas últimas semanas. Chips não foram feitos para funcionar quentes. O calor faz com que as informações se embaralhem e os sinais elétricos se confundam.

Pela sua complexidade, o computador é o que mais sofre com o calor. Mesmo assim, todo o tipo de aparelho, de celulares a TVs de tela fina (veja mais abaixo) podem sofrer bastante se não tiverem condições adequadas de temperatura para funcionar. E, dependendo do aparelho, a falta de ventilação pode ser até mesmo o estopim para situações perigosas, que podem causar queimaduras e até explosões.

Notebooks mal utilizados vão acumulando calor até o ponto de se tornarem verdadeiras chapas quentes˜, que em contato com áreas do corpo, como no colo, podem causar ferimentos sérios. Como todo PC, ele precisa de ar para resfriar.

Baterias de celulares deixados por longos períodos sob o sol podem inclusive explodir espontaneamentes.

A energia térmica se acumula nos equipamentos eletrônicos por causa da eletricidade que passa por dentro dos chips. Nem toda energia que passa pelo chip é usada para levar informações. Uma parte acaba virando calor, do mesmo jeito que em resistências elétricas.

E quanto mais componentes no aparelho, mais calor ele gera. É por isso que um PC precisa de tanta refrigeração. O pequeno calor gerado pelos componentes vai se somando, e se não for expulso por uma ventoinha – ou cooler, como também é conhecido o componente – potente, inevitavelmente irá travar.

E não basta apenas soprar ar frio para dentro do aparelho. É necessário um fluxo de ar para carregar o ar quente para fora. Por isso mesmo, não se deve jamais obstruir as saídas de ar dos aparelhos.

A própria posição dos aparelhos pode causar um superaquecimento. Videogames e notebooks, se operarem inclinados, terão dificuldades em expulsar o calor. Isso acontece porque além da ventoinha, os fabricantes utilizam uma solução de engenharia nas carcaças dos aparelhos que os fazem funcionar mais ou menos como chaminés, levando o ar quente para fora para que o ar frio entre. Se a posição de trabalho for inadequada, o calor forma um bolsão quente na máquina, prejudicando a refrigeração e travando-a.

E bastam alguns poucos cuidados, no uso e no ambiente, para que tudo rode frio.

---

Fonte: http://www.link.estadao.com.br/index.cfm?id_conteudo=15474

Por enquanto é só. Ah...e eu sou a Cah. :)

One Response to “Não deixe o calor fritar seus eletrônicos.”

  1. De fato, vocês podem ver que eletrônicos estragam por 'n' motivos, mas o principal fato é que todos eles levam a mesma coisa, sobreaquecimento. Na real poderia-se dizer até que este é o único motivo que leva os eletrônicos a sua destruição.

    Se existissem materiais extremamente resistentes teriamos equipamentos muito mais duradouros, resistentes e com performance ainda melhores. (não digo com uma melhor capacidade de processamento devido as interferências causadas pela alta frequencia)

    Então cuidem bem dos seus eletrônicos que assim eles podem durar muito mais. o/

Your Reply